A estreita relação entre o Planejamento Orçamentário e a área de Compras



No contexto empresarial realizar a projeção de custos é fundamental para dar maior controle, eficiência e segurança para a gestão. As compras de insumos e mercadorias estão entre as atividades que impactam diretamente neste planejamento. Em razão disto, elas devem ser realizadas adequadamente para não prejudicar a saúde financeira da empresa. Neste artigo trataremos da relação entre o Planejamento Orçamentário e a área de Compras.

Normalmente a primeira atividade trabalha com um horizonte de projeções, onde encontramos o orçamento anual. Para muitos esta previsão serve ao fim de traduzir em números o que está descrito no plano estratégico. Uma das razões para se trabalhar com esta previsão de médio e longo prazo é enxergar além dos resultados imediatos. E é dentro do orçamento que encontramos os custos de produção.

Neste tópico estão os gastos com matéria prima e mão de obra utilizados na fabricação de produtos. Quando a empresa não é responsável pela tarefa de produzir mercadorias, a compra se relaciona com a gestão de estoque. Em todo caso, além de prever os gastos com diferentes tipos de aquisições, o planejamento também serve para fechar compras mais vantajosas.

Entenda a relação entre o Planejamento Orçamentário e a área de Compras

Analisando as duas atividades já podemos concluir com facilidade de que forma estas vão se relacionar. É preciso, contudo, explicitar o quão estreita é a conexão de que falamos. Em primeiro lugar, com o controle e previsibilidade do dinheiro em caixa, fica mais fácil atender às demandas de compras. E este não é o único benefício quando percebemos a interdependência destas atividades.

Quando há maior controle e previsibilidade do que a empresa tem disponível, ela também ganha tempo. Neste caso, para realizar uma pesquisa abrangente em busca dos melhores preços e condições de pagamento. Este aspecto da relação entre o Planejamento Orçamentário e a área de Compras afeta os produtos oferecidos ao consumidor. Afinal, quando há uma análise estratégica precedendo a compra, as soluções chegam ao público-alvo com preços mais competitivos.

Analisando a relação de forma abrangente, está claro ainda a forma como o planejamento orçamentário colabora para gerenciar o fluxo de suprimentos do negócio. Tanto na produção, quanto na gestão de estoques, se ganha maior suporte para trabalhar com preço, prazos e qualidade melhores. O fato é que não é possível realizar compras seguras e vantajosas para um negócio sem planejar o orçamento.

Como coordenar as duas atividades?

Para coordenar as duas áreas eficientemente é necessário elaborar um plano de compras bem estruturado. Nele estarão registradas as demandas do negócio e a periodicidade das aquisições. Tendo estas informações em mãos os gestores podem determinar no orçamento qual parte vai ser destinada ao setor de compras. No sentido inverso, esta área colabora na hora de planejar custos. Assim o financeiro da empresa tem maior controle sobre a saída de dinheiro.

Para a empresa significa uma melhoria na gestão de estoque e maior segurança no pagamento de fornecedores. Por fim, quando os gestores percebem que o plano de compras se relaciona ao orçamento, eles podem determinar o quanto cada setor gasta comprando. Uma informação que pode embasar medidas para redução de custos. Esta á a relação entre o Planejamento Orçamentário e a área de Compras.

Quer conhecer outras dicas para tornar o seu negócio mais eficiente? Então venha conferir os artigos em nosso blog!