Etiquetas de gôndola: Por que elas são importantes para as mercadorias?



O momento atual do mundo do trabalho é caracterizado por dois aspectos em especial: tecnologia e praticidade. São necessidades complementares tanto para uma empresa como para o consumidor. Para as corporações, essas duas poderosas ferramentas se transformam em produtividade, diminuindo o índice de retrabalho.

Se você é dos anos 80, provavelmente se lembrará da figura do “etiquetador” nos supermercados, onde este profissional fazia um trabalho totalmente manual para remarcar os preços na época da hiperinflação. Provavelmente, você ainda encontrará um ou outro estabelecimento usando este método, mas colocar etiquetas em todos os itens da sua loja demanda um trabalho maçante e desnecessário. Daí nasceram as etiquetas de gôndola, que desempenham uma grande importância para as mercadorias.

A importância das etiquetas de gôndola

As etiquetas para gôndolas são aquelas que ficam na parte frontal das prateleiras para exposição de produtos, muito comuns em supermercados e outros estabelecimentos. São etiquetas personalizadas, que normalmente informam a descrição do item, o valor e o código de barras, podendo ainda contar com QR codes ou informações complementares relacionadas a promoções e descontos. As informações devem ser claras e não deve haver discrepância entre o preço da etiqueta e o preço no caixa.

Naturalmente, as etiquetas de gôndola são colocadas estrategicamente próximas aos produtos a que se referem – evitando aquele retrabalho de etiquetar cada produto. Assim, você assegura o cumprimento da norma ao fornecer as devidas informações para o consumidor, automatiza o processo de venda e garante agilidade e segurança na sua rotina, sem que o profissional destinado a fazer esta tarefa perca um tempo valioso em uma atividade improdutiva.

A divulgação de produtos na gôndola pode acontecer de várias formas. Há o mini-cartaz de ofertas (shelf talk), normalmente utilizado para divulgar ofertas de produtos como bolsas e calçados, por exemplo. Essa comunicação na gôndola também pode ser feita através do stopper, uma peça publicitária que se sobressai perpendicularmente à prateleira ou gôndola.

A testeira de gôndola (ou régua de gôndola) também é outra técnica para atrair a atenção do consumidor para o que está sendo exposto.

Tipos de etiquetas de gôndola

Basicamente, existem três tipos de etiquetas de gôndola. O tipo mais comum é o de etiquetas de papel, que são exatamente aquelas vistas nos supermercados. Entretanto, como os preços também variam muito, é preciso encontrar uma gráfica com um bom custo-benefício para um alto volume de impressão.

Existem ainda as etiquetas de gôndola adesivas, que basicamente possuem a mesma aplicabilidade das de papel, com a diferença que são coladas na prateleira. Costumam ser usadas em produtos que possuem particularidades em sua embalagem.

Esses dois tipos de etiquetas para gôndolas são confeccionados em papel couchê de diversos tamanhos, normalmente em cores neutras (branco) ou fluorescentes (amarelas). O último tipo de etiquetas de gôndola são as eletrônicas, que são atualizadas de forma automatizada.

Agora que você entende a importância das etiquetas de gôndola e suas variantes para as mercadorias, venha conferir nossos produtos!

O Grupo  Tiliform é líder em soluções no mercado de packaging, incluindo etiquetas de gôndola, mini cartaz de ofertas, entre outras soluções.